2 de janeiro de 2008

Evangelho e Sociedade: o lado Coca-Cola da vida.

Esse texto foi inspirado em Lucas 16.1-13.



Escola dominical, escola bíblica, estudo bíblico, estudo temático, exegese, hermenêutica... A religião tem seus métodos de ensino e “EM-FORMAção” mas as maiores lições a gente aprende na vida, e isso é GRAÇA de Deus.
No capítulo 16 de Lucas, Jesus dá uma parábola - aos avarentos fariseus - cujo o clímax é: “porque os filhos do mundo são mais hábeis na sua própria geração do que os filhos da luz.”. Jesus se referia ao fato de que “o filho do mundo” teve a inteligência de perceber que havia algo mais importante que o dinheiro, no caso a gratidão, sendo assim, trocou dinheiro por gratidão sabendo que fazia um bom negócio. No entanto, os filhos que se dizem da luz nem cogitam a possibilidade de haver algo mais valioso que o dinheiro.
“Recentemente” - ou sempre - a igreja foi possuída por um espírito semelhante ao espírito dos fariseus. Quem não se lembra da inesquecível frase: “Ou dá, ou desce!”? Da bíblia do milhão? E daquela outra frase: “Querida, é melhor que você tenha dinheiro ou senão você nunca terá paz...”? E do Jesus Christ $uperstar ? a lista é infinita.
Mas não vou gastar meu tempo, nem o seu, falando mal de instituição religiosa. Vamos falar de coisa boa, vamos falar do que nos edifica, vamos falar do “lado coca-cola da vida”. Embora a empresa Coca-Cola já tenha sido acusada diversas vezes de ter pacto com o Diabo, pelo que parece, não é bem a ela quem fez o pacto com Satanás...
A propaganda é uma paródia de um Jogo chamado GTA – Grand Thief Auto – onde o personagem do jogo é um bandido que para cumprir seu objetivo precisa roubar, matar e destruir. Na propaganda, o mesmo personagem do jogo anda pela cidade fazendo coisas boas, um contraste à fama do jogo. O mais legal de tudo é a música de fundo: “You give a little love and it all comes back to you! You gonna be remembered for the things that you say and do!” Traduzindo: “Dê um pouco de amor e isso voltará para você. Você será lembrado pelas coisas que você diz e faz.” De fato quem planta não colhe? E não é pelos frutos que se conhece a árvore? Próximo ao final da propaganda é possível ver dois “profetas” na rua com placas penduradas no corpo que dizem: O fim está próximo. Não é esse o discurso da religião? Então, basta um toque do personagem principal e as placas se viram e anunciam: “Dê um pouco de amor!” ou como na versão brasileira “Viva o amor!” Como quem diz, esqueça o fim do mundo e ame o seu irmão. Não faça por medo, faça por amor.
Bem, enquanto a religião prega o medo - de ficar pobre e do inferno - a Coca prega o amor. Legal que a propaganda não diz: "Faça coisas boas!" ou simplismente "Ajude o próximo!", ela diz "Dê um pouco de amor!" pois, como o apóstolo Paulo em I cor 13, ela entende que sem amor todas essas coisas não valem nada.

Que ironia! Quem será que fez o pacto com o Diabo?

Bruno Guimarães

2 comentários:

Anônimo disse...

LEgal BRuno , é isso aí!
O "mundo" precisa de mais amor mas enquanto não se amar o proximo o amor sempre será apenas sentimento.
muito bom!
CArlos Clay

Luiz Antonio disse...

Olá Bruno, Paz!
Quando lançaram esta propaganda, meu filho me disse que "aquele cara era o bandido do game" e com sua explanação fez-me lembrar de outros considerados bandidos, maus, mundanos.... entre estes John Lennon, Renato Russo... “Dê um pouco de amor e isso voltará para você. Você será lembrado pelas coisas que você diz e faz.”
Vamos caminhar e deixar nossos passos como motivos de vida, alegria e amor por Aquele que nos têm sustentado.
Até LÁ!
Luiz Antonio